quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Churros com Doce de Leite


Que tal uns churros com doce de leite para adoçar esta noite de chuva?
Não é à toa que não se diz um “churro”, dizemos “churros”porque é tão bom que se torna impossível comer um só!
Esta delícia de origem espanhola esteve sempre associada a parques, circos e feiras, e agora virou moda e podemos vê-los em quase toda a parte. 
É um doce simples que consiste numa massa de fácil execução e com ingredientes básicos, que vai a fritar em forma de tubinhos cilíndricos ranhurados e faz as delícias de todos.
Podem ser comidos ao natural, polvilhados com açúcar e canela, recheados ou molhados em doce de leite ou molho de chocolate. 
Aqui ficam os meus churritos, pois ficaram pequenos, mas igualmente deliciosos, para a 21ª edição do Sweet World.
Churros com doce de leite
Ingredientes: 
(rendeu 20 mini-churros)
  • 1 chávena (chá) de água
  • 1,5 colher (sopa) de manteiga
  • 1 colher (sopa) de açúcar + para polvilhar
  • 1 colher (café) de sal
  • 1 chávena (chá) de farinha sem fermento
  • 1 colher (chá) de fermento
  • 1 ovo médio
  • canela em pó
  • doce de leite (opcional)                                                              
Preparação: 
Leve ao lume num tachinho a água, com o açúcar, o sal e a manteiga. Quando ferver e a manteiga estiver derretida acrescente a farinha juntamente com o fermento e envolva rapidamente, mexendo sempre até a massa ficar macia e uniforme. 
Deixe arrefecer um pouco e acrescente o ovo mexendo energicamente. Quando o ovo estiver totalmente envolvido na massa, passe-a para um saco de pasteleiro com um bico decorado e de diâmetro reduzido, cerca de 1,5 cm (só tinha de 1cm).
Coloque o óleo para a fritura ao lume. Quando estiver bem quente comece a formar os churros directamente sobre o óleo, cortando a massa com uma tesoura quando tiver o comprimento desejado. Deixe fritar uns minutos até estarem com a cor douradinha desejada. Retire os churros do óleo e coloque sobre papel absorvente.
Polvilhe com açúcar e canela e coma simples ou na companhia de doce de leite ou molho de chocolate, de preferência quentes ou mornos.

Nota: por uma questão de segurança, para quem receia os salpicos de óleo, em alternativa ao fritar a massa fresca directamente no óleo quente, podem sempre ser formados sobre papel vegetal e levados a congelar antes de fritar.

Receita da querida Susana do Blog Basta Cheio 
Não ficaram perfeitos, mas posso dizer que foram os melhores que já comi!

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Pão de Soda com Sultanas e Sementes

Há alturas em que me apetece fazer pão. Pão, daquele caseiro, bem estaladiço!
Gosto de todo o processo que envolve a confeção do pão e adoro o cheirinho a pão acabado de sair do forno. Gosto de cortá-lo às fatias e barrá-lo com manteiga. Pão quente com manteiga é mesmo muito bom!
Este foi feito especialmente para celebrar o Dia Mundial de Alimentação e também aproveitar a oportunidade para relembrar a importância de uma alimentação saudável e equilibrada.
E uma vez mais aceito o convite para celebrar o World Bread Day
Posso dizer que não correu nada mal! Dos melhores que já fiz até hoje! 
Pão de soda com sultanas e sementes
Ingredientes:
  • 245g de farinha de trigo integral
  • 105g de farinha tipo 55
  • 280ml de água (usei 300ml)
  • 3 colheres de chá de fermento tipo Royal
  • 35g de mel
  • 7g de sal refinado
  • 90g de sultanas
  • 50g de sementes de girassol
  • 50g sementes de abóbora
Preparação:
Pré aqueça o forno nos 220ºC.
Unte uma forma para bolo inglês com cerca de 22 cm de comprimento com manteiga e polvilhe com farinha. Reserve.
Coloque todos os ingredientes num recipiente e misture, com a mão ou com a ajuda de uma colher de pau, até obter uma pasta semilíquida. Adicione um pouco mais de água, se necessário.
Coloque a massa na forma e leve ao forno durante cerca de 40 minutos. Se, a meio do tempo, o pão começar a ficar demasiado escuro, cubra com um pouco de papel alumínio
Desenforme e deixe arrefecer em cima de uma rede antes de cortar.

Receita do querido Chef Rui Ribeiro, do Blog Faz e Come
Happy World Bread Day!

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Bolo de Figo, Amêndoa e Alfarroba

A combinação de figo, amêndoa e alfarroba é algo que me soa sempre bem!
É um pouco como ter o Algarve à mesa e é o acompanhamento perfeito para este bolo numa tarde de outono, acompanhado por uma bela chávena de chá bem fumegante.
Bolo de Figo, Amêndoa e Alfarroba
Bolo: 
  • 200g manteiga c/ sal
  • 200g açúcar amarelo
  • 3 ovos
  • 180g amêndoa moída
  • 80g de farinha de espelta (ou de trigo, sem fermento)
  • 20g de farinha de alfarroba
  • 1 c. (chá) de sementes de baunilha
  • 1 pitada de canela em pó
  • 1/2 c. (chá) de extracto de amêndoa (opcional)
  • 100g iogurte grego
  • 12 figos frescos (ou em calda)
Preparação: 
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Forre uma forma de 24cm com papel vegetal.
Misture as farinhas com a amêndoa moída até obter uma mistura homogénea, reserve.
Bata a manteiga amolecida com o açúcar, cerca de 6 minutos, até ficar cremosa e esbranquiçada.
Junte a baunilha, o extrato de amêndoa (opcional) e a canela.
Adicione um ovo de cada vez e bata bem entre cada adição.
Incorpore a farinha em 3 vezes batendo na velocidade mínima e o menos possível (acabar com a espátula em movimentos circulares). Por fim junte o iogurte grego delicadamente.
Espalhe a massa na forma, alisando a superfície.
Corte os figos em quartos e distribua-os por cima da massa em círculo, sem pressionar.
Leve ao forno a 180ºC cerca de 45 minutos ou até o palito sair limpo.
Deixe arrefecer um pouco antes de desenformar.

Receita da querida Patrícia, do blog Coco e Baunilha
 Bom apetite!

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Bolinhos de Coco, Maçã e Aveia

Gosto muito de ter biscoitos em casa, de preferência caseiros, mas o frasco está vazio há algum tempo, e para resolver esse problema nada melhor que ir para a cozinha e por as mãos na massa. 
Em menos de nada temos uns bolinhos muito saborosos! São tipicamente secos, o que os torna o acompanhamento ideal de uma boa chávena de chá ou café.
Bolinhos de Coco, Maçã e Aveia 
Ingredientes: 
  • 200g de farinha de trigo
  • 180g de flocos de aveia integral (usei aveia normal)
  • 6 colheres de sopa de coco ralado
  • 1 maçã média ou 2 pequenas raladas 
  • 50g de margarina Vaqueiro sabor a Manteiga amolecida 
  • 80g de açúcar amarelo
  • 1/2 colher de café de gengibre em pó Margão
  • 1/2 colher de café de canela em pó Margão
  • 1 pitada de noz moscada Margão
  • 2 ovos L batidos
Método: 
Verta para dentro de um recipiente as farinhas, o coco e as especiarias, envolva com uma vara de arames. Faça uma cova ao meio. Junte os ovos ligeiramente batidos, amoleça a margarina e junte-a também. Por último rale a maçã e adicione-a ao resto dos ingredientes.Com as mãos misture todos os ingredientes de forma a que se liguem.
Pré-aqueça o forno nos 180º C. Forre um tabuleiro ( pode ser o do forno) com papel vegetal. Faça bolinhas de massa com as mãos e distribua-as afastadas umas das outras pelo tabuleiro.
Leve ao forno cerca de 20 minutos ou até verificar que estão douradinhos.

Receita da querida Dulce do Blog Cozinhadaduxa
Bom apetite! 

domingo, 8 de outubro de 2017

Tagine de Frango com Limão, Azeitonas e Legumes

A receita de hoje vem de outro continente. É uma receita de origem Marroquina, com sabores e cores bem típicas deste país.
Há uns 10 anos, eu e o meu marido fomos de férias a este país e posso dizer que foi uma das melhores férias que já tivemos. Adorámos tudo e a gastronomia, claro está, não foi exceção! 
Trouxemos algumas lembranças, mas não trouxe a tão desejada tagine, com muita pena minha!
Para quem não sabe, tagine é um prato tradicional típico de diversos países do norte de África, sobretudo de Marrocos, onde teve origem. Consiste num cozido ou guisado de legumes, geralmente com carne (principalmente frango ou cordeiro). É também, o nome da panela especial utilizada na sua confeção. Esta resiste a temperaturas elevadas de cozedura e é dotada de uma tampa cónica, concebida de forma que todo o vapor condensado volte para o fundo da panela. 
Este verão, uns amigos nossos foram a Marrocos e trouxeram-me uma, e agora sim, posso fazer as receitas com mais magia e encanto.
Aqui fica a minha primeira tagine para lhes agradecer!
Ingredientes: (3 pessoas) 
  • 1 frango partido em 8 bocados
  • 1 lata de azeitonas verdes sem caroço
  • 2 colheres de sopa de azeite 
  • 3 colheres de chá da mistura de especiarias (usei 1 colher de café de: canela em pó, de gengibre em pó, de açafrão, de sementes de coentros, de sementes de mostarda preta em grão, de paprica doce, de sementes de funcho, 1 pitada de sal, de açúcar mascavado e 2 cardamomos)
  • 1 cebola média
  • 3 dentes de alho
  • 1 limão preservado (usei um normal com casca)
  • azeite q.b.
  • sal q.b.
  • 1 curgete média
  • 1 cenoura grande
  • 1 cálice de vinho do Porto
  • 1 tomate médio/grande partido em cubos
  • 1/2 pimento vermelho 
  • 200g de Couscous de trigo (para acompanhar)
Preparação: 
Comece por fazer a mistura de especiarias. Toste ligeiramente em lume brando as sementes de coentros, a mostarda em grão e o funcho para libertarem um pouco do seu óleo, de seguida coloque num almofariz, junte as sementes do interior dos grãos de cardamomo e moa tudo muito bem. Depois de moído passe por um passador bem fino para separar as pequenas cascas por moer e junte às restantes especiarias em pó. Moa tudo novamente até que os aromas se fundam entre si e reserve num frasco de vidro bem fechado para que o aroma permaneça o máximo de tempo possível.

Numa pequena caçarola leve 2 colheres de sopa de azeite ao lume e acrescente três colheres de chá da mistura de especiarias e mexa sem parar.
Coloque esse molho no frango previamente partido e sem resíduos de água. Com as mãos, envolva bem a carne neste molho e deixe o frango a marinar uma hora.
Quando forem horas de cozinhar o frango, deite um fio de azeite generoso no fundo da tagine. Junte o alho e a cebola às rodelas, o frango e regue com um pouco de vinho do porto, cubra a tagine com a tampa e deixe cozinhar lentamente por quinze minutos num fogareiro.
Destape e vire as peças do frango. Junte o limão (caso não tenha o preservado pode usar do normal sem problema, use também a casca que fica melhor), junte as azeitonas e os legumes, tempere com umas pedras de sal e tape novamente.
Deixe fervilhar mais 20 minutos, ou até o frango estar tenro e bem cozido. Sirva com Couscous.

Receita adaptada do blog Minha Marmita

Preparação dos couscous: 
Coloque os 200g de couscous num tabuleiro e regue com 2dl. de água bem quente.Deixe descansar durante cinco minutos.
Junte 1 colher de sopa de manteiga aos couscous e separe os grãos com a ajuda de um garfo.

Obrigada Inês e David! 
Adorámos!

quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Tarte de Tomate e Pimento

Precisa de uma ideia para o almoço ou jantar?
As receitas de tartes/quiches de legumes são sempre muito saborosas e podem até ser a forma ideal para se comer legumes e vegetais sem se aperceber.
Ingredientes: 
  • 1 embalagem de massa quebrada Pingo Doce
  • 200g de queijo creme Philadelphia
  • 9 mini tomates alongados
  • 3 mini pimentos doces tricolor
  • 5 ovos L
  • 200 g de Natas s/lactose Pingo Doce
  • sal e pimenta-preta q.b.
Preparação:
Comece por colocar a massa numa tarteira (usei 24 cm) e pique com um garfo para não enfolar.
Numa taça bata os ovos, com o queijo creme e as natas.
Tempere com sal e pimenta e verta o preparado para a tarteira.
Lave os pimentos e os mini tomates e corte-os em rodelas finas com o auxílio de uma mandolina (usei a da Borner). 
Leve ao forno pré-aquecido a 180ºC durante 25 minutos.
Bom apetite! 

domingo, 1 de outubro de 2017

Salada de Uvas, Rúcula e Abacate

Para me despedir dos dias quentes de verão e das refeições leves e práticas trago uma salada de Uvas, Rúcula e Abacate.
A fruta dá aquele toque doce às saladas, que combina muito bem quando misturadas com o sabor salgado da salada e do molho.
O resultado é, quase sempre, melhor do que estávamos à espera! 
Quem gosta de receitas práticas e saudáveis vai adorar esta salada cheia de cor e sabor.
Mais um desafio testado e aprovado para a 53ª edição do “"Dia Um... Na Cozinha”! 
Salada de Uvas, Rúcula e Abacate 
Ingredientes: 
  • 2 chávenas de rúcula 
  • 2 chávenas de uvas (usei uvas brancas e vermelhas, partidas ao meio e sem sementes)
  • 1 abacate (cortado em cubos)
  • ½ chávena de nozes caramelizadas (usei nozes e pecans)
  • ½ cebola vermelha pequena (cortada em tiras bem finas)
  • Vinagreta
Para a Vinagreta: 
  • 7 colheres de sopa de azeite virgem extra
  • 3 colheres de sopa de vinagre de sidra (ou vinagre balsâmico tradicional)
  • 2 colheres de sopa de mel
  • 1 pitada de chá de sal e um pouco de pimenta
Preparação: 
Comece por caramelizar ligeiramente as nozes, para ficarem um pouco mais crocantes.
Coloque as nozes numa frigideira antiaderente com uma colher de sopa de caramelo liquido. Deixe aquecer em lume médio e envolva tudo muito bem até as nozes ficarem caramelizadas. (+ ou – 5 minutos) Deixe arrefecer.
Com uma mandolina (usei a da Borner) corte a cebola em tiras bem finas.
Adicione os ingredientes todos numa saladeira grande, tempere com a vinagreta e misture tudo muito bem. Está pronta a servir.


Nota: Se desejar que fique uma salada mais nutritiva (que sirva de refeição) adicione pedaços de frango assado ou camarão cozido.

Receita adaptada do blog Gimme Some Oven
Bom apetite!

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Galettes de Figo e Amoras

Os dias ainda estão quentes e ainda pedem sabores de Verão!
Não é a primeira vez que faço este tipo de tartes...e posso dizer que as adoro! Adoro-as porque são muito práticas e o seu ar rústico dá-lhes um certo encanto! Podemos usar praticamente qualquer fruta...amoras, maçãs, pêras, framboesas, pêssegos, figos, cerejas...as que mais gostarmos. 
Galettes de Figo & Amoras Silvestres 
(Para 2 galettes de 15 cm de diâmetro)
ngredientes:  
Massa: 
  • 120g de farinha de trigo sem fermento
  • 80g farinha de trigo integral
  • 80g de margarina vegetal fria
  • 1 colher de sopa de açúcar amarelo
  • 1 ovo caseiro batido
  • 2 colher de sopa de água fria
Recheios:
  • 7 figos maduros partidos em quartos
  • sumo de ½  limão
  • 200g de amoras silvestres
  • 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 1 colher de sopa de açúcar baunilhado
  • 1 colher de sopa de Maizena
Preparação: 
Numa saladeira, misture a farinha com o açúcar.
Corte a margarina em pequenos cubos e misture na farinha, usando os dedos até obter uma mistura parecida a migalhas.
Junte o ovo batido e bata, depois adicione a água e misture tudo até ter uma massa homogénea.
Forme dois discos com a massa e embrulhe-a em película aderente.
Leve ao frio por 30 min.

Lave os figos e corte-os em quartos.
Coloque os figos num recipiente e envolva-os com o sumo de limão. Reserve.

Coloque as amoras noutra taça e regue com o sumo de limão, depois adicione o açúcar baunilhado e a farinha Maizena, envolva tudo muito bem. Reserve.

Numa superfície de trabalho limpa e polvilhada de farinha, estenda a massa dando-lhe uma forma circular.
No meio da massa (deixe a parte de fora livre, parte essa que irá ser dobrada) espalhe os figos e dobre a massa sobre o recheio, ficando uma parte do recheio à mostra.

Com o segundo disco de massa proceda da mesma forma. Distribua as amoras (escorra o molho) no centro da massa, e dobre a massa sobre o recheio, ficando uma parte do recheio à mostra.

Leve ao forno pré-aquecido a 180 °C por cerca de 35-40 min, ou até a massa estar dourada.
 Bom apetite!

sábado, 23 de setembro de 2017

Blondies de Maçã

Brownie é uma receita clássica que todos adoram. Agora há muita gente que desconhece o seu irmão loirinho: que é o Blondie! 
Mas posso-vos garantir que é igualmente delicioso.
Como os Brownies, os Blondies são bolos densos, de massa bem húmida, cheirosa e saborosa, mas numa versão clara!
São super fáceis de fazer, e este nem precisa de batedeira.
Mais uma receita de maçã para a rubrica da Martinha, do blog Intrusa na Cozinha.
Blondies de Maçã
Rende 12 quadrados
Ingredientes: 
  • 110g de manteiga sem sal, derretida e ligeiramente arrefecida
  • 2 maçãs médias ou 3 pequenas, descascadas, e cortadas em pequenos cubos (usei Golden)
  • 1 colher de sopa de sumo de limão
  • 90g de açúcar em pó
  • 90g de açúcar amarelo
  • 1 ovo L
  • 1/2 colher de chá de extrato de baunilha
  • 1/2 colher de chá de fermento em pó
  • Pitada de sal
  • 1/2 colher de chá de canela moída Margão
  • 1/4 colher de chá de noz-moscada Margão
  • 175g de farinha de trigo sem fermento
Preparação: 
Pré aqueça o forno a 180ºC.
Coloque papel vegetal numa forma rectangular de 17x25cm (também pode ser num refractário ou numa forma quadrada de 20x20).
Com uma mandolina (usei a da Borner) corte as maçãs em cubos.
Depois de cortadas, coloque-as numa taça e regue com o sumo de limão, reserve.
Numa taça grande, misture com um fouet o ovo com os açúcares e o extrato de baunilha, bata até ficarem bem combinados.
Gradualmente, despeje a manteiga derretida, vá mexendo até obter uma mistura homogénea.
Adicione a farinha (retire 2 colheres de sopa de farinha e deite na taça da maçã, e envolva bem), o fermento, as especiarias e o sal e misture bem.
Por fim coloque as maçãs picadas e com uma colher misture até que elas fiquem distribuídas por toda a massa.
Coloque na forma e coza por aproximadamente 25minutos.
Faça o teste do palito, este deve sair limpo (mas pode estar húmido).
Deixe arrefecer na forma e retire com muito cuidado pois fica uma massa muito fofa e quebradiça. Corte em quadrados e sirva.

Receita do blog Annie's Noms
Só tenho uma palavra para os descrever, FABULOSOS! 
E além disso ficamos com a casa maravilhosamente perfumada, que mais se pode querer?