sábado, 28 de novembro de 2015

Tarte Tatin

A Tarte de hoje faz as delícias cá em casa, e para além disso é a preferida do meu marido.
Esta é uma tarte que se serve quente, e por isso, é ideal para servir no Outono ou quando os dias estão mais frios. O aroma e o sabor são irresistíveis. Para os mais gulosos, recomendo acompanharem com uma bola de gelado de nata ou de baunilha com a tarte ainda morna … simplesmente sublime.
TARTE TATIN
Massa:(semi-folhada) - dá para 2 bases
  • 320 grs. Farinha de trigo tipo 65 sem fermento
  • 1 Colher de chá de sal fino
  • 220 grs. Manteiga sem sal bem fria
  • 1 dl. Água gelada
Recheio:
  • 6 Maçãs grandes
  • 50 grs. Manteiga 
  • 125 grs. Açúcar
Num robot com lâmina junte a farinha e o sal e pulse para misturar. 
Junte a manteiga cortada em pedaços pequenos e pulse umas 10 vezes até que a massa fique com o aspecto de mal esfarelada. Com a máquina a funcionar em baixa velocidade junte a água bem gelada até a massa ficar ligada - não deixe bater muito para que a manteiga não se desfaça toda. Se a massa lhe parecer um pouco seca junte mais um pouco de água, uma colher de sopa de cada vez. Se lhe parecer muito húmida, junte um pouco de farinha.
Coloque a massa sobre a tábua enfarinhada, divida ao meio e faça duas bases redondas com cerca de 30 cm de diâmetro. Só irá usar uma para esta receita.
Envolva em película aderente e leve ao frigorífico durante uma hora no mínimo (pode deixar de um dia para o outro. Pode também congelar até um mês).
Fazer o recheio: Descasque as maçãs, corte-as ao meio (perpendicular ao caroço) e retire o caroço com a ajuda de uma colher de fazer bolas de melão (com jeitinho também o pode fazer com uma faca).
Coloque a manteiga a derreter sobre lume médio numa frigideira de 25 cm de diâmetro que possa depois ir ao forno (terá de ser toda metálica).
Quando a manteiga derreter junte metade do açúcar - incline a frigideira de um lado para o outro para a manteiga e o açúcar ficarem bem misturados.
Coloque as metades de maçã com a parte redonda virada para baixo, aperte-as bem; as que sobrarem corte em pedaços e preencha os intervalos - com a cozedura a maçã vai encolher.
Polvilhe as maçãs com o restante açúcar e deixe cozer. Se vir que o açúcar começa a caramelizar muito depressa, baixe o lume até que o líquido libertado pelas maçãs o deixe mais líquido. Aí poderá voltar a colocá-lo em médio. Tape a frigideira, mas fique sempre "de olho" por causa do caramelo.
Uma ou outra vez vire as maçãs com a ajuda de dois garfos e use-as para mexer o caramelo - tenha muito cuidado para não fazer à mão porque corre o risco de se queimar. Quando o caramelo estiver quase no ponto certifique-se de que as maçãs estão com a parte redonda virada para baixo, e o mais arrumadinhas possível, já que é assim que vão ficar, para que a tarte fique bonita ao virar.
Atingido o ponto perfeito de cor âmbar, retire a frigideira do lume.
Retire a massa do frigorífico e cubra a frigideira - com a ponta dos dedos dobre as extremidades para dentro e pressione ligeiramente a massa para a encaixar.
Se usar massa folhada pique-a ao de leve e faça um buraquinho no meio, que vai funcionar como chaminé para que a massa cresça mais.
Leve a forno pré-aquecido a 220ºC durante 5 minutos.
Depois baixe para 200ºC e deixe cozer durante 20 minutos ou até que a massa esteja dourada.
Retire do forno e ainda quente coloque um prato largo sobre a frigideira e vire a tarte para o prato.
Se por acaso algum pedaço de maçã se pegar na frigideira retire os pedacinhos com uma colher e coloque-os sobre a tarte, ajeitando bem - ninguém irá reparar.

Receita da Clara de Sousa
Bom apetite!
Bom fim de semana para todos.

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Bolo de Cenoura e Nozes

Para começar a nova semana com doçura trago mais uma receita com sabores que tanto gosto!
Nozes e cenoura, que bela combinação de ingredientes.
Este bolo transporta-me de novo à minha infância, pois era um dos bolos que a minha mãe fazia para levarmos para o lanche da escola. Belos tempos esses!
De aspeto delicioso...quase que dá para sentir o cheiro que sai do forno.
Bolo de Cenoura e Nozes 
  • 4 Ovos L
  • 2 Chávenas de açúcar
  • 2 Chávenas de farinha
  • 1 Chávena de cenoura ralada
  • 1 Colher de sobremesa de canela
  • 2/3 de chávena de óleo
  • 1 Chávena de nozes partidas
Comece por untar uma forma com margarina e polvilhe com farinha.
Pré aqueça o forno a 180ºC.
Bata os ovos com o açúcar até ficar um creme fofo e esbranquiçado. 
Depois, junte a farinha e a canela alternadamente com o óleo, bata bem.
Por fim, junte a cenoura e as nozes grosseiramente partidas e envolva.
Leve a cozer ao forno durante 45 minutos. Faça o teste do palito.

Receita da minha Mãe
Bom apetite e boa semana para todos!

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Pudim de Batata Doce

Hoje trago uma sobremesa de que gosto muito. É fresco, delicioso e tão fácil de fazer! 
Este Pudim tem sabores bem outonais, ótimos para saboreáramos nesta estação!
Experimentem e partilhem com quem mais gostam.
Pudim de Batata Doce
  • 150 grs. Puré de batata doce
  • 1,25 dl. Água
  • 200 grs. Açúcar
  • 50 grs. Manteiga amolecida
  • 1 Colher de café de canela
  • 1 Colher de sopa de raspa de limão
  • 1 Colher de sopa de raspa de laranja
  • 3 Ovos e 2 gemas
  • Caramelo líquido para a forma
Comece por cozer as batatas doces com a pele. Depois de cozidas retire-lhes a pele e reduza-as a puré.
Leve ao lume num tacho a água e o açúcar, vá mexendo, deixe ferver até atingir o ponto pérola. Deixe arrefecer.
Adicione o puré de batata-doce, a manteiga amolecida, a canela e as raspas dos citrinos. Junte depois as gemas e os ovos, mexendo muito bem com as varas (fouet).
Forre a forma com o caramelo.
Vai ao forno a 180º C em banho-maria durante + ou – 50 minutos.Deixe arrefecer no banho-maria. Depois de frio leve ao frigorífico até à hora de servir.

Receita da minha amiga Luísa Ribeiro 
Bom apetite!! Bom fim de semana para todos.

domingo, 15 de novembro de 2015

Bolo de Ananás e Mascarpone

Hoje foi assim, tive que improvisar um bolo para poder aproveitar um ananás que já implorava para ser consumido e um Mascarpone que teimava em chamar por mim sempre que ia ao frigorífico.
Por isso, aqui fica este bolo simples que resultou desse aproveitamento. 
O resultado superou as expectativas!

  •  250 grs. queijo Mascarpone
  •  4 ovos L
  •  250 grs. açúcar
  •  100 grs. farinha
  •  50 grs. de Maizena
  •  50 grs. farinha de coco
  •  1 colher (chá) de fermento em pó
  •  raspa de 1/2 lima
  •  1 colher de chá de essência de Baunilha
  •  1/2 ananás fresco
  •  margarina para untar o tabuleiro 
  •  caramelo q.b. para o tabuleiro
Comece por bater os ovos com o açúcar até ficar um creme bem fofo.
Depois adicione o mascarpone e as raspas de lima.
Misture (aos poucos) a essência de baunilha, as farinhas e o fermento para dentro da tigela da massa. Envolva delicadamente. Por fim adicione pedaços de ananás partidos às tirinhas bem finas.
Unte um tabuleiro com margarina e caramelo e disponha finas fatias de ananás de forma a cobrir o fundo do tabuleiro, depois verta a massa e leve ao forno pré-aquecido nos 180ºC, durante cerca de 45 minutos. Faça o teste do palito.
Deixe arrefecer um pouco, desenforme de forma que o ananás fique voltado para cima.
Beijinhos e bom domingo para todos!

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Geleia de Romã

Das muitas coisas boas que o blog me trouxe, as melhores, foram sem dúvida, as amizades que tenho feito com pessoas fantásticas que partilham este mesmo gosto, cozinhar.
A Sara Oliveira é uma dessas amigas, conheci-a no grupo "Vamos Fazer Bolachas!" e com as partilhas e trocas de ideias nasceu esta amizade virtual.
É uma pessoa extraordinária, de uma simpatia contagiante e muito generosa.
Para utilizar as deliciosas romãs que ela me ofereceu, decidi experimentar esta Geleia de Romã da Isabel Zibaia, do Blog Cinco Quartos de Laranja.
Esta geleia para além de muito original, tem uma linda cor e é simplesmente divinal.
Geleia de Romã
  • 4 Romãs grandes (4 dl. aproximadamente)
  • Sumo de meio limão
  • 250 grs. açúcar com pectina para compotas
Comece por extrair o sumo das romãs como se fosse sumo de laranja, num espremedor de citrinos. Coe o sumo e reserve. Deve obter 4dl. de sumo.
Coloque o sumo de romã e o de limão num tacho e leve ao lume.
Quando começar a ferver, adicione o açúcar e deixar apurar até obter ponto de estrada.
Guarde em frascos esterilizados
Muito obrigada, Sara!!Espero que gostes, beijinhos.
Feliz Dia de São Martinho!

sábado, 7 de novembro de 2015

Gelado de Brigadeiro

Nada melhor que um delicioso Gelado de Brigadeiro para celebrar este quente fim de semana de São Martinho!
E assim aproveito para fazer a despedida da época dos gelados este ano. :(
Este gelado é delicioso, de textura aveludada e super cremoso. Que mais se pode pedir num gelado??
Desta vez trago em dois formatos, em gelado de pauzinho e em gelado de bola. Qual deles o melhor!?!? Experimentem!!
Gelado de Brigadeiro
  • 250 ml. Leite gordo
  • 200 ml. Natas para bater
  • 30 grs. Leite em pó
  • 100 grs. Açúcar
  • 3 Gemas grandes
  • 50 grs. Chocolate granulado
Num tacho, leve o leite, as natas, o leite condensado, o chocolate em pó e o leite em pó a lume médio.
À parte, misture bem as gemas com uma vara de arames e reserve.
Assim que o leite e as natas estiverem prestes a ferver, retire do lume e deite aos poucos sobre as gemas, mexendo sempre (o ideal é usar uma concha para não correr o risco de cozer as gemas).
Leve tudo a lume médio-baixo, mexendo sem parar.
Passados 1-2 minutos, quando o creme começar a engrossar, fique atento até este espessar o suficiente para, ao cobrir as costas de uma colher e passar o dedo, se formar uma "estrada" bem definida; assim que atingir este ponto desligue do lume e passe de imediato por um passador, para eliminar eventuais grumos.
A seguir, baixe rapidamente a temperatura do creme, levando-o ao congelador durante 1 hora e passando-o depois para o frigorífico. 
De seguida coloque o creme na cuba da máquina de fazer gelados. Depois ao retirar para um recipiente adicione o chocolate granulado e vá mexendo até distribuir uniformemente.
Leve ao congelador até servir.

Retire do frio uns 10 minutos antes de servir.
Gelado de Brigadeiro
  • 100 grs. Chocolate em barra
  • 150 ml. Leite gordo
  • 200 ml. Natas
  • ½ Lata de leite condensado
  • Chocolate granulado q.b.
Num tacho, junte o leite condensado, as natas, o chocolate e o leite e leve tudo ao lume até o chocolate derreter por completo.
Apague o lume e com uma vara de arames vá mexendo até ficar cremoso.
Deixe arrefecer e coloque nas formas de silicone (usei as da Silikomarte coloque o pauzinho, leve ao congelador por 4 horas.
Desenforme e polvilhe com chocolate granulado.

Receitas da La Dolce Rita
Bom fim de semana! 

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Brownie de Batata Doce

A batata-doce é a queridinha das nutricionistas e não é para menos. Com teor baixo de hidratos de carbono, liberta açúcar lentamente na corrente sanguínea, prolongando assim uma sensação de saciedade e contribuindo para o emagrecimento.
Para além destes benefícios todos, é excelente nas mais variadas receitas e até mesmo em doces.
Hoje trago o melhor Brownie do Mundo, desculpem se estou a exagerar, mas é o melhor que comi até hoje, e já comi alguns muito bons.
  • 240 grs. de batata doce cozida e reduzida a puré (ou batata normal)
  • 300 grs. de açúcar amarelo (pode usar mascavado ou branco)
  • 4 ovos M
  • 160 grs. de amêndoa ralada
  • 50 grs. de óleo de côco (ou manteiga)
  • 120 grs. de chocolate de culinária
  • 2 colher de sopa de cacau em pó
  • 1 colher de chá de essência baunilha 
Forno pré aquecido a 175ºC. Forre um tabuleiro ou um pírex baixinho com papel vegetal e reserve.
Comece por cozer a batata com água e sal. Escorra e reduza a puré. 
Derreta o chocolate com o óleo de côco (em lume muito baixo ou no micro ondas) e deite numa taça grande, onde vai adicionar o puré de batata e todos os restantes ingredientes (ao mesmo tempo), mexendo entre cada adição para incorporar bem as diferentes texturas na massa. 
Se quiser veja o vídeo da La Dolce Rita, facilita imenso. Leve ao forno durante uns 25 minutos. Faça o teste do palito, o brownie tem de ficar húmido.

Receita da La Dolce Rita
Atrevam-se a experimentar!!
Beijinhos.

domingo, 1 de novembro de 2015

Bolo de Castanha e Chocolate

Castanhas, cozidas ou assadas não lhes resisto, é um dos meus frutos de Outono preferidos!! Adoro o sabor e a sua textura, o aroma tão característico que perfuma a casa quando estão a ser cozinhadas ... são simplesmente deliciosas.
É um fruto muito versátil e saboroso e podemos usá-lo tanto em doces como em salgados.
Pela primeira vez as experimento num bolo, bolo este que já há algum tempo o queria fazer e assim aproveito também para participar no desafio deste mês do grupo "Dia Um...Na Cozinha" cujo tema é “Uma Iguaria com Castanhas".
Este lindo bolo vem do blog do Célio, o  Sweet Gula que sempre nos presenteia com maravilhosas receitas, visitem e digam se não tenho razão.
Bolo de Castanha e Chocolate
  • 120 grs. de chocolate
  • 110 grs. de manteiga em pedaços
  • 125 grs. de castanhas
  • 1 colher de sopa de açúcar baunilhado
  • 4 ovos L
  • 100 grs. de açúcar amarelo
  • 60 grs. de farinha de milho
  • 1 colher de café de sal fino
  • 2 palitos La Reine
Pré-aqueça o forno a 180ºC.
Derreta o chocolate juntamente com a manteiga em banho maria.
Coza as castanhas em água e uma pitada de sal. Depois de frias descasque-as com uma faca e retire toda a pele interior das mesmas.
Num processador, triture as castanhas até ficarem em puré. Reserve.
Bata as gemas juntamente com metade do açúcar até ficar um creme esbranquiçado e adicione ao chocolate.
Bata alguns segundos. Adicione as castanhas, a farinha de milho, o açúcar baunilhado e o sal e bata muito bem durante alguns minutos.
À parte, bata as claras em castelo até formarem picos. Adicione aos poucos o restante açúcar e bata.
Envolva energicamente 1/3 das claras no preparado anterior. Adicione mais 1/3 mas envolva mais delicadamente. Adicione o resto das claras e envolva muito delicadamente.

Verta a massa para uma forma de 22cm de diâmetro, previamente untada com manteiga e polvilhada com farinha. Por cima da massa polvilhe com os palitos La Reine, partidos grosseiramente. Leve ao forno a cozer, cerca de 30 minutos.
Continuação de bom domingo!
Nota: As fotografias não têm castanhas pois quando fui fotografar o bolo, as castanhas que tinham sobrado já tinham desaparecido...desculpem.